Domingo, Setembro 04, 2005

Os ricos também choram


A crueldade das elites norte-americanas tiveram como alvo o seu próprio povo. Depois de séculos de destruição, genocídios, fome etc., contra os povos de todo o planeta, a elite encabeçada por George W. Bush, voltou sua sanha assassina para a população pobre do Sul. Aliás, quem pratica as aberrações contra o miserável povo iraquiano já deveria saber o que Bush e sua súcia é capaz. Contudo, eu fiquei chocado com as imagens.
Milhares de pobres, negros e idosos, foram tratados como bestas que mereciam morrer. Como é possível, a nação mais rica do mundo não socorrer os seus cidadãos? A resposta é simples: eles (as elites) não queriam. Talvez a visão neofundamentalista-cristã de Bush acredite que os furacões sejam indispensáveis para controlar a natalidade e diminuir os gastos sociais do seu governo (o que ainda resta).
Há muito tempo defendo que não existe democracia nos EUA. O que existe é outro tipo de democracia, a do Capital. A acumulação sobre qualquer coisa viva ou morta. Tudo nos EUA é fachada. Ou melhor, quase tudo. As bombas, o napalm e as torturas são reais. Bem reais.
Nós brasileiros, jamais deixaríamos nossa população daquele patético jeito. Até a nossa cleptocrata elite seria mais humana que a norte-americana.
O fato é o seguinte: George W. Bush é o primeiro genocida do século XXI.
Seria ele a reencarnação de Adolfo Hitler adaptado aos novos tempos?
Eu tenho a minha resposta. E você?

1 Comments:

Anonymous said...

Parabéns professor pelas suas reflexões, com as quais comungo. Bush e o povo americano acabarão pagando pelas atrocidades acometidas ao mundo, principalmente sobre os povos mais pobres. Veja-se que a própria natureza tem se encarregado disso já que os paises submissos não podem fazer. Exemplo é o próprio furação Katrina que devassa tudo. Provavelmente as leis da natureza fará justiça! pode até ser um pensamento do senso comum, mas como cristão temos acreditar que de uma ou de outra acaba-se pagando aqui mesmo as maldades aqui semeadas.

07:45  

Postar um comentário

<< Home