Brasil Cleptocrata

Segunda-feira, Agosto 28, 2006

Cinismo: Ronaldo César Coelho para Senador

O cinismo na política é fantástico. O ex-secretário municipal e saúde do município do Rio de Janeiro quer ser Senador. Seria um fato normal se o pretendente não fosse o sr. Ronaldo César Coelho, banqueiro e um beócio na área de saúde.
Ele foi responsável pela barbárie instalada na saúde do Rio e responsável pelas mortes de dezenas de pessoas que não conseguiram ser atendidas sob a sua gestão. Afinal, sua família não precisa do SUS, então... Sua atuação foi no mínimo catastrófica e, agora, ele quer ser Senador. Será que é para espalhar a sua destruição no Congresso Nacional?
Se o Brasil fosse sério, ele estaria preso junto com o seu patrão, César Maia. Mas não somos sérios e temos que aturar esta piada de mau gosto: Ronaldo César Coelho, Senador.

Segunda-feira, Agosto 21, 2006

Viva a democracia... da desgraça

Hoje um motorista de ônibus que teve o seu polegar decepado pela metade, conheceu a realidade de viver um país desgraçado. Aliás, desgraçado para os pobres. Para os ricos esse país é "abençoado e bonito por natureza".
O cidadão brasileiro percorreu nove hospitais públicos (municipais e estaduais) para tentar o reemplante e não conseguiu. Os motivos são os de sempre: faltava pessoal e condições técnicas. Ele chegou a ir a um hospital particular e lhe pediram 20 mil reais para a operação.
O nosso motorista de ônibus nasceu no lugar errado. Num país onde a maldade faz parte do modo de vida das elites e dos governantes, só podemos encontrar isso.
O final da história? Ele voltou ao hospital Lourenço Jorge (início do seu périplo) na Barra para fazer um "curativo". A metade do seu polegar foi perdida.
Viva Jesus, viva Deus.
Aliás, nomes muito citados pelos governantes. Imagine se não fosse...

Quinta-feira, Agosto 10, 2006

Sistema falido

A democracia burguesa brasileira chegou ao fundo poço. Aliás, devo corrigir: o poço não tem fundo. A máfia da moda é a dos sanguessugas. A canalhice é de tamanha ordem que parece tudo "natural".
Cheguei à conclusão que as eleições servem para escolher quais serão os nossos algozes. Quem vai nos roubar, quem vai nos jogar na miséria. Não se trata de uma perspectiva niilista, mas realista.
Até quando seremos omissos?

Segunda-feira, Agosto 07, 2006

PCC: uma criação da elite brasileira

Todos reclamam da violência, principalmente as "pessoas de bem", mas ninguém quer alterar o quadro de miserabilidade. Todo final de semana as classes abastadas de nossa sociedade cristã compram as suas drogas para ver o mundo de outra maneira.
Agora, o PCC entrou no cenário nacional como a mais nova "agremiação" social do Brasil. O tal Marcola não é o unico chefe da organização. Deveríamos dar o título de "Chefe Honorário" para várias personalidades que indiretamente são responsáveis pelo país ser um dos mais miseráveis do mundo.
Os banqueiros (parasitas sociais), por exemplo, deveriam receber o digníssimo título. Eles são um dos responsáveis pela miséria endêmica brasileira ao impor um regime econômico onde só eles ganham.
Viva o Bradesco, o Itaú, o BB, a Caixa etc. Organizações criminosas que matam diariamente dezenas de brasileiros ou, quando isso não ocorre, colabora para miséria de nossa população.
Sociedade "harmônica" com uma miséria como a nossa, só no cemitério.

Quarta-feira, Fevereiro 15, 2006

César Maia e os Rolling Stones

Vivemos no país das aberrações. Uma cidade favelada, esburacada, sem atendimento público de saúde, ou seja: praticamente uma cidade parecida com Mogadíscio (capital da Somália). Logicamente a burguesia carioca diz que não. Contudo, a verdadeira cidade não é burguesa.
No momento em que a cidade vive um caos social e administrativo sem prescedentes, a prefeitura gasta alguns milhões de reais com um show que não trará absolutamente nada de bom para a população.
Os defensores do show colocam que o mesmo gera impostos, empregos etc. Até concordo, MAS a prefeitura não poderia colocar um centavo sequer no atual momento de calamidade pública. O setor de turismo é que se vire para trazer os grupos. O que é inadmissível é a tentativa de homício praticada por César Maia e Ronaldo César Coelho contra a população encontrar apoio. O que a população do Rio de Janeiro quer é um SHOW de Dignidade: hospitais decentes com remédios; médicos podendo trabalhar de maneira digna etc.
Por isso defendo o boicote ao show dos Rolling Stones.
Quem tiver vergonha na cara não pode comparecer ao show de deboche de Césr Maia.

Segunda-feira, Janeiro 30, 2006

Rio, cidade maravilhosa. Cidade? Maravilhosa?

O Rio de Janeiro deve merecer realmente ser governado pelo Pai Maior da incompetência adminstrativa: César Maia. Este Ser abjeto maltrata, humilha e mata dezenas de pessoas diariamente ao não fornecer hospitais dignos, moradias, etc. Não venha me dizer que ele não pode fazer nada.... Pelo amor de Deus!
A Saúde sem calor não tem: médicos, material, elevadores, ambulâncias etc. Com calor: falta tudo o que foi citado mais o ar condicionado. É puro realismo fantástico. Só não sei qualificar qual o estilo. Seria borgiano? Ou kafkaniano? O mais increditável é a desculpa do cúmplice Ronaldo César Coelho: (mais ou menos assim) "Estamos acertando as coisas. Não dá para fazer tudo de uma vez só". Meus Deus! Eles estão no poder há quase uma década.... e não acertaram a Saúde? Quantos mandatos serão necessários?

Se você votou no César Maia e depende da Saúde pública, tem que realmente morrer na porta do hospital sem atendimento. Se é classe média, tem que ser tungado pagando IPTU caro e quebrando o carro nas ruas esburacadas. Você merece isso e muito mais. Talvez aprenda... ou não!
Se o seu papo é: "Mas, não tinha ninguém para votar...", lamento: pense melhor.
Viva César Maia! Você merece.

Quarta-feira, Janeiro 25, 2006

Saúde... Ah, Saúde...

A vergonha na Saúde carioca continua. A falta de respeito com a população pobre permanece como o objetivo máximo do prefeito César Maia e seu assecla patético, Ronaldo César Coelho. O banqueiro Ronaldo é um "excelente" secretário de Saúde.
No Rio do Pan 2007, não temos sequer ar condicionados nos hospitais. Sem falar nos médicos, material de consumo etc. Trata-se de uma vergonha literalmente.
Até quando teremos que aturar a picaretice e falta de humanidade do fascista César Maia? O seu governo está praticando literalmente um genocídio contra a população carente. Duvido que César Maia e Ronaldo César Coelho, tenham a coragem de levar os seu familiares ao Souza Aguiar ou Miguel Couto. MAS deveriam para ver como é bom tratar a população desta maneira... provarem do seu próprio veneno.
Se os dois não encontrarem a Justiça terrena, a encontrarão em outros estágios.